Ozzy Osbourne diz que pode voltar ao Brasil após turnê de despedida

Ozzy Osbourne está cansado. Completando quase 50 anos na estrada, tanto com os companheiros de Black Sabbath quanto em carreira solo, o cantor britânico vem ao Brasil para quatro shows daquela que promete ser sua última turnê mundial.

“Talvez seja, mas eu ainda estarei fazendo shows. Então pode ser que eu volte em algum momento”, disse Ozzy, pelo telefone.

O primeiro dos shows do cantor de 69 anos acontece neste domingo (13), no Allianz Parque, estádio do Palmeiras. Ele ainda passa por Curitiba na quarta-feira (16), Belo Horizonte no dia 18 e Rio de Janeiro no dia 20.

Vovô Príncipe das Trevas
Essa não é a primeira vez que Ozzy anuncia que não fará mais turnês. A atual, aliás, se chama “No more tours 2”, uma continuação indireta da infame de 1992, quando o cantor foi diagnosticado, erroneamente, com esclerose múltipla.

Ele não queria parar na época, e não necessariamente quer parar agora, mas os anos na estrada o privaram de muitas coisas. “Perdi meus filhos crescendo enquanto viajava. Só quero ficar mais em casa agora”.

O que motiva o chamado “Príncipe das Trevas” a finalmente querer sossegar? Provavelmente o nascimento de sua terceira neta, Minnie, em fevereiro. “Acabei de me tornar vô pela terceira vez. Eu amo muito minhas netas. Sou um cara louco, mas quero passar mais tempo com elas”, explica.

“Quando saio em turnê, fico muito tempo fora de casa. Eu tenho netas agora, tenho uma família que eu nunca vejo. Quero passar mais tempo com a minha família.”

Despedidas
Ozzy também passou por outro adeus há pouco tempo. Em 2017, o Black Sabbath realizou o último show da turnê “The end”, em que três de seus quatro integrantes originais se despediram dos palcos como grupo.

Pioneiro do heavy metal, Ozzy, ao lado do guitarrista Tony Iommi e do baixista Geezer Butler, disse adeus em sua cidade-natal de Birmingham, na Inglaterra.

“Não foi tão emocional, mas rolou um pouco de emoção, porque tudo começou em Birmingham, e agora acabou lá”, conta.