Homenageado em Cannes, Alain Delon desmente acusações de assédio sexual

Alain Delon recebe na noite deste domingo (19) no Festival de Cannes uma Palma de Honra por carreira. Poucas horas antes da entrega do prêmio, o ator francês respondeu às acusações de assédio, machismo e racismo feitas contra ele. Um abaixo-assinado chegou a ser lançado para que a homenagem fosse anulada.


O ator, que durante muito tempo foi um dos principais representantes do cinema francês no mundo, é frequentemente criticado por suas declarações radicais. A estrela de filmes como “Rocco e Seus Irmãos”, de Luchino Visconti, e “O Sol por Testemunha”, de René Clément disse publicamente que já bateu em mulheres e lançou inúmeras frases vistas como insultos contra minorias.


Em entrevista ao Journal du Dimanche, Delon responde às diferentes críticas. “Quando eu disse que bati em uma mulher, deveria ter acrescentado que levei mais tapas na cara do que dei”, disso a ator, antes de insistir: “eu nunca assediei uma mulher”.


Delon também se exprimiu sobre outras acusações, como a de homofobia. “Não sou contra o casamento gay. Não estou nem aí para o assunto e as pessoas fazem o que querem (de suas vidas). Mas sou contra a adoção por duas pessoas do mesmo sexo. Uma criança deve ter um pai e uma mãe”, martelou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.